ADELAIDE


Independent Quarterly Literary Magazine
Revista Literária Independente Trimestral

New York / Lisboa

covers


LITERARY CONTESTS FICTION NONFICTION POETRY HAPPENINGS BOOK REVIEWS INTERVIEWS NEW TITLES ART & PHOTOGRAPHY

 

 

 

 

 

 

book

 

OS QUATRO VENTOS
de Diogo Dantas

João e Sofia encontram-se no primeiro dia de aulas. Durante os próximos quarenta anos, vai acontecer muita coisa, desde o drama ao romance, com humor e polémica. Em quatro etapas diferentes, tantas quantas os ventos gregos, com as suas personalidades e idiossincrasias, vamos conhecer a relação entre os dois, envolver-nos com a sua paixão e as suas contradições. Primeiro ele não gosta dele, depois é ela que não gosta dele, depois ambos gostam um do outro, depois vem a vida e separa-os. Não deixam ninguém indiferente à sua passagem, nem os pais, nem os amigos, nem os professores e, quanto mais o tempo passa, mais desafios vão ter de enfrentar.

ISBN: 9789895144846
Edição ou reimpressão: 03-2016
Editor: Chiado Editora
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 217 x 13 mm
Encardenação: Capa mole
Páginas: 172

Diogo Dantas - Desde muito cedo que me apaixonei pela escrita, quando ia contando ao papel situações que me aconteciam. Como naquela vez que vi uma nave espacial e jurei um dia ir ao espaço - claro que observei melhor e afinal era um balão meteorológico. Ou das vezes em que eu contava as minhas piadas na escola e fazia os miúdos espirrarem leite pelo nariz, tornando-se tão popular que passou a haver um concurso de quem conseguia deitar mais leite pelo nariz abaixo.

Na minha juventude fiz uma incursão pela poesia e passei a apostar mais na minha carreira de Astronauta. Mais tarde fui para o humor e licenciei-me em economia, que foi a maior piada da minha vida. Comecei a escrever pequenos contos nas aulas de matemática, que no entanto não tinham a mesma graça na hora de repetir as cadeiras. Quando acabei o curso, pude dedicar-me a tudo menos à economia, mas quando tenho tempo leio e escrevo, sobre tudo e sobre nada. E foi assim que construí esta obra, que espero vir a dar-me o prémio nobel, para poder construir uma nave espacial na garagem.

 

Comments (0) Write a comment

 

 

 

 

 

 

     
CONTENTS

HOME

CONTRIBUTORS CURRENT ISSUE STORE FICTION HAPPENINGS NEW TITLES CLASSIFIED ADS
ABOUT US

FRIENDS & PATRONS BACK ISSUES CONTACT US NONFICTION BOOK REVIEWS ART & PHOTOGRAPHY FACEBOOK
MASTHEAD

DONATE SUBMISSIONS BOOK CHAT LIVE POETRY INTERVIEWS BOOK MARKETING TWITTER

Copyright © 2015 Istina Group DBA Independent Publishers, New York            Webdesign: svnwebdesign